8 dicas de marketing digital para atrair (mais) clientes para sua loja de roupas


Foto freepik

Quem tem ou gerencia uma loja de roupas passou – e ainda vem passando – por inúmeros percalços durante a pandemia do novo coronavírus. E certamente teve que fazer adaptações tanto para os períodos em que a loja precisou fechar, como também para os que pode funcionar de portas abertas.


A boa notícia é que as mudanças não serão em vão. Isso porque, em um cenário pós-Covid-19, os consumidores irão manter a opção pela compra online. E não somos nós que estamos dizendo isso, mas uma pesquisa feita pela Social Miner, em parceria com a Opinion Box.


Os dados mostram que, para 72,4% dos entrevistados, a experiência no e-commerce foi positiva, sem desconsiderar também os 22,1% que tiveram uma vivência intermediária.


E o estudo ainda traz índices voltados para o setor de modas e acessórios – que vão lhe interessar bastante – em um cenário pós-isolamento: 16,8% afirmam que pretendem comprar exclusivamente online; 71,8% tanto online quanto em lojas físicas; 7,5% exclusivamente em lojas físicas e 3,9% não souberam responder.


Ou seja, 88,6% das pessoas dizem que irão comprar roupas, calçados e acessórios online após a pandemia do novo coronavírus – seja exclusivamente ou não.

Portanto, se bem mais da metade dos clientes estarão nas redes digitais, sua loja também precisa estar. Mais do que isso: precisa apostar em marketing digital para se tornar competitiva.


Não estamos dizendo que o processo é rápido e fácil, porque não é. Mas podemos ajudar. Vamos dar 8 dicas para que sua loja se diferencie da concorrência.


1. Conheça seu público

Quem quer agradar todo mundo, não agrada ninguém. E esse lema para a vida condiz com a realidade dos negócios. Por isso, conhecer o seu público é essencial – e fazer conteúdos digitais voltados para ele, também.


Descubra quem é seu público, o que ele gosta de vestir, em quais lugares gosta de ir, se trabalha em empresa ou em home office, se são mães, etc., e faça conteúdos pensando nisso. A definição da persona requer a maior especificação possível.


Vale lembrar que o seu modelo de comércio também deve ser pautado no público. É melhor ter um foco que vender para homens, mulheres, crianças, jovens, adultos, idosos e oferecer poucos produtos para cada um desses nichos.


2. Defina quais canais irá utilizar

Assim que souber quem é seu público, fica bem mais fácil saber quais canais usar: Facebook, Instagram, Twitter, WhatsApp, Youtube, TikTok e Pinterest. A dica é: melhor fazer bem feito em apenas um canal do que estar em todos e não publicar conteúdos frequentes e relevantes. Mas um também é muito pouco.


3. Defina sua paleta de cores

Isso mesmo! Calma, não estamos falando das roupas, mas das cores que usará como base em seus posts. Escolha tons que combinem entre si – associados à cor da sua marca – e use-os nas postagens. Isso fará com que seu feed não vire um carnaval e seja mais organizado e com personalidade.



4. Use o whatsapp business

Estar alinhado com as novas formas de comunicação é imprescindível para o contato com os clientes, principalmente para que o acesso à empresa seja feito de maneira orgânica. O WhatsApp Business permite a oferta de serviços personalizados por meio de um perfil comercial e inspira credibilidade nas relações. Invista nele!


5. Faça fotos profissionais

Não adianta negar: imagens bonitas chamam a atenção. Portanto, investir em fotos profissionais ajuda na captação de clientes. Os fotógrafos enxergam detalhes que passam despercebidos por olhares menos aguçados, estão atentos quanto à iluminação e poluição visual, orientam as poses de modelos e ainda fazem o tratamento da imagem.


6. Stories para os bastidores

Quem é que não gosta de passar boa parte do dia percorrendo os stories do Instagram, Facebook ou Whatsapp? E se os clientes estão lá, você também tem que estar. Mas publicar o mesmo conteúdo do feed talvez seja cansativo, então mostre os bastidores, a “linha de produção”.


Os stories somem em 24 horas, então você não precisa ficar tão preso a regras. É quase um vale-tudo. QUASE. Interaja com seus seguidores e mostre que sua marca realmente se preocupa em entregar os melhores produtos.


7. Aposte nas campanhas de retargeting


Sabe quando você entra em uma loja, não compra nada e no dia seguinte vê um anúncio de um produto que já tinha visto e outros itens relacionados a ele? Isso é retargeting. E você pode – e deve – fazer com que os produtos da sua loja também apareçam para as pessoas. Vale a pena investir nesse modelo, porque as taxas de conversão são altas.






8. Faça ações com influenciadores

É fato que os influenciadores digitais estão dominando o mundo e é chegada a hora da sua marca unir forças com esse grupo. Eles não só possuem muitos seguidores, mas conseguem despertar a vontade em comprar produtos.


Lembre-se que o influenciar deve dialogar com sua persona. Então procure conhecer quais são essas “celebridades” e use-as em sua estratégia de marketing.


Agora você já sabe como usar o marketing digital para prospectar mais clientes e alavancar suas vendas. O e-commerce veio para ficar – e não adianta fugir dele. Se precisar de ajuda, pode contar conosco.

Mídia.Crawl Comunicação Integrada

Rua XV de Novembro, 1112 - Sala 2  | INDAIATUBA - SP 

(19) 4042.0897 (whatsapp) | contato@midiacrawl.com

  • Facebook
  • Instagram