Ações rápidas e práticas para ajudar o empreendedor a enfrentar a crise


Foto: freepik

Não há como negar que a COVID-19 veio para mudar a vida de todo mundo, ao menos em três aspectos. Primeiro, com aquele embrulho no estômago e sensação iminente de guerra. Será que há alguém que, por um minuto sequer, não se viu pensando em como proteger a sua saúde e das pessoas queridas?

Segundo, com relação à mudança de rotina. As crianças estão em casa, muitos profissionais estão em sistema de trabalho remoto e não é possível sair às ruas com tranquilidade. E, por último, no que tange às finanças.

Por causa da recomendação de isolamento social e obrigatoriedade de fechamentos dos comércios, os empreendedores estão às voltas com o cenário de incerteza econômica. E como há uma cadeia de trabalho e o consumo é cíclico, é difícil ter esperança de que essa onda não chegará a todos os setores da sociedade. Em alguns, antes; em outros, depois.

Mas se a crise provavelmente irá bater à porta de todos, a alternativa é sentar e esperar ou arregaçar as mangas, buscar por insights e usar a criatividade a favor do seu negócio?


Certamente, a segunda opção. Se o mercado já era competitivo, imagina como será daqui para frente.

Já fizemos um guia para o pequeno empreendedor se adaptar ao digital, agora vamos dar algumas dicas práticas para que saiba como agir e se diferenciar no meio dessa crise – e para isso usaremos a “sacada” de algumas empresas como exemplo. Acompanhe!

Disponibilize vouchers


Por causa da pandemia da COVID-19 e decretos dos governos estaduais e municipais, muitos comércios tiveram que fechar suas portas há 15 dias – ou mais, a depender da região. A única saída para manter as vendas, portanto, é o marketing digital – até mesmo para aqueles estabelecimentos que dependem de frequentadores in loco.

Muitas empresas, sobretudo do ramo de beleza e restaurantes, começaram a disponibilizar vouchers para compra antecipada. Ao adotar essa estratégia e fidelizar clientes, puderam respirar aliviados por mais um pouco de tempo. A iniciativa também pode funcionar para lojas de roupas, presentes, academias, etc.

Há movimentos que inclusive incentivam os consumidores a adquirir vouchers de valores fixos. Para exemplificar, vamos citar os idealizados por duas grandes cervejarias: Stella Artois e Heineken.


  • Em “Apoie um Restaurante”, a Stella Artois e seus parceiros incentivam o consumo em restaurantes cadastrados. O consumidor compra um voucher que vale R$ 100 com 50% de desconto, ou seja, com valor final de R$ 50 para usar até 31 de dezembro de 2020.


  • Na “Brinde do Bem”, a Heineken pretende apoiar bares de todo o País. O consumidor escolhe um estabelecimento e contribui com R$ 25, R$ 50, R$ 75 ou R$ 100 que serão revertidos em consumação. O grupo Heineken dobra o valor da contribuição para o bar.

Planeje webinars


Você pode até não conhecer o termo, mas provavelmente já assistiu por aí a algum seminário online, geralmente transmitido ao vivo. Isso é um webinar – algo em que você certamente pode apostar para demonstrar um produto, gerar leads e/ou construir autoridade.

Assim, as pessoas irão se lembrar mais facilmente de você quando estiverem prontas para voltar a consumir. E vale frisar que o webinar:


  • É um formato relativamente barato de ser feito;

  • Pode ser feito por mais de uma pessoa para afunilar o tema ou deixar mais descontraído;

  • Não precisa de formalidades.

Defina as necessidades da sua empresa, qual tema é interessante de ser abordado e que trará resultados e comece. Só não esqueça de avisar com antecedência.

Invista em lives do Instagram

Quem tem Instagram deve ter percebido que estão bombando lives – de tudo quanto é gente. Tem educador físico com treinos de exercícios, instrutor de yoga com aulas, músicos com shows ao vivo e até famosos jogando conversa fora.

Elas realmente têm feito muito sucesso. Se você duvida, participe de uma para ver o número de pessoas que estão assistindo naquele momento. É impressionante!

Então, por que não usar essa tecnologia para reposicionar sua marca? As lives são ótimas para tutoriais, engajamentos, lançamentos e mostrar bastidores.

Os personal trainers, educadores físicos e instrutores de maneira geral têm usado como alternativa para mostrar um pouco mais do seu trabalho e gerar autoridade.

Dica importante: primeiro avalie se o conteúdo da sua live não pode ir para o stories. É importante não abusar.

Contate influenciadores


Ainda no tópico das lives, é claro que pessoas mais conhecidas do público têm maior número de visualizações. E podemos citar dois exemplos: o show da dupla sertaneja Jorge e Mateus, que bateu 3 milhões de acessos e, em menor escala, o bailarino paraibano Justin Neto, queridinho das famosas que atinge mais de 4 mil visualizações em cada live de dança.

Nesse mesmo grupo estão os influenciadores digitais, que, como o próprio nome diz, passaram a influenciar o consumo das pessoas. Como estão bombando atualmente, podem ser uma forma mais rápida de divulgar seu produto ou serviço.

Para isso, não é preciso contar com grandes influenciadores. Muito pelo contrário. Os micros têm um super potencial de engajamento, já que falam direto com o seu nicho.

Agora que você já tem várias dicas na mão – e na mente – para sair dessa crise, é só colocar em prática. É chegada a hora de estar aberto a mudanças, testes e novidades. Quer apostar em webinar, lives e não sabe qual o melhor influenciador para sua marca? Venha falar conosco!

Mídia.Crawl Comunicação Integrada

Rua XV de Novembro, 1112 - Sala 2  | INDAIATUBA - SP 

(19) 4042.0897 (whatsapp) | contato@midiacrawl.com

  • Facebook
  • Instagram