Black Friday: o que podemos esperar para 2020


Foto: freepik

A pandemia do novo coronavírus trouxe prejuízos enormes para diversas empresas. Mas o fim do ano costuma ser uma época positiva para quem trabalha com vendas e muito se deve à Black Friday – que em 2020 ocorrerá em 27 de novembro.


E não pense que ainda é cedo para falar sobre a sexta-feira mais esperada do ano, porque não é. Há empresas que estão programando sua campanha há meses. Se esse não era o seu caso até agora, está mais do que na hora de começar a se planejar. E nós vamos ajudar!


Você deve se lembrar que esta não é a primeira vez que falamos sobre o assunto, mas se o mercado já muda de maneira constante, imagine em 2020!


E não vá esperando o pior, muito pelo contrário...


Black Friday 2020: a maior de todos os tempos!


É isso mesmo, você não leu errado. Um estudo da empresa americana AppsFlyer e publicado na Exame aponta que a Black Friday 2020 será a maior de todos os tempos. A justificativa é que os downloads de aplicativos de compras no Brasil cresceram 100% durante a pandemia da Covid-19.


Isso significa que os brasileiros se acostumaram a fazer compras online em aplicativos ou em sites, que as marcas tiveram que se digitalizar para não perder clientela e que quem inovou com tecnologia e marketing digital está lucrando mais.


Tudo isso já mostra a tendência para a Black Friday 2020. Embora as lojas físicas ainda tenham espaço, a internet é quem levará a maior fatia de vendas — e por isso as empresas têm que investir no marketing digital.


Há ainda um outro fator que impacta no crescimento das vendas para a última sexta-feira de novembro deste ano: a demanda reprimida. A pesquisa Black Friday 2020 para Análises & Insights aponta que 7 em 10 internautas brasileiros deixaram de comprar algo em 2020 por causa da pandemia e, no quarto semestre, veem na Black Friday uma oportunidade para comprar mais barato.


Ou seja, para quem estava reticente em gastar suas fichas em um ano tão incerto e atípico como 2020, já mostramos que está mais do que na hora de começar seu planejamento. Mas antes de darmos um passo a passo, vamos mostrar as categorias mais desejadas durante a pandemia, segundo este último levantamento citado.


  • Roupas e acessórios (31%)

  • Smartphone (30%)

  • Eletrônicos (30%)

  • Calçados (26%)

  • Eletrodomésticos (23%)

  • Perfumes e cosméticos (21%)

  • Móveis (21%)

  • Computadores (20%)

Pronto, agora vamos às dicas de planejamento para a sua campanha de Black Friday 2020. (E não se esqueça: as redes sociais influenciam na decisão de compra)


1. Descreva o produto


Defina quais produtos/serviços da sua empresa farão parte da Black Friday e traga detalhes sobre ele. Não é preciso se estender muito na descrição, mas apresentar quais dores este produto resolve, como ele se encaixa no dia a dia do cliente e quão inovador ele é.


2. Defina a persona


Faça uma análise para identificar características comuns entre os potenciais compradores dos seus produtos/serviços que estarão na Black Friday. Você deve se basear em dados reais e levar em consideração histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupação. Não se preocupe, pode haver mais de uma persona.


3. Analise a concorrência


Avalie como você e seus concorrentes estão posicionados ao comparar os produtos/serviços correspondentes.


4. Defina a oferta


Hora de definir a oferta que irá oferecer aos consumidores. Não se esqueça de considerar os 3 pilares: viabilidade, atratividade e simplicidade. Esses três pontos devem estar equilibrados. E, em hipótese alguma, tente enganar o consumidor.


5. Escolha os canais


Defina quais canais digitais serão utilizados para sua campanha: blog/site, Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIin, Youtube, etc. Considere o objetivo de cada rede social (sim, eles divergem) para entender se está alinhado ao seu.


6. Tenha um fluxo de estratégia


Estruture o plano de ação que irá guiar a jornada do cliente com a sua empresa. Como serão os anúncios, a página de captura, e-mails marketing, carta de vendas, LP de venda — bem como as verbas disponíveis para cada etapa da estratégia.


7. Defina metas e métricas


Defina de maneira clara e objetiva quais as metas da sua campanha e quais métricas deverá ficar de olho. A dica é: tenha metas dentro de um cenário pessimista, um realista e um otimista.


Agora é com você — e lembre-se que a Mídia.Crawl pode ajudar a elaborar a melhor estratégia para sua marca. Faça o seu checklist e se prepare para faturar mais na Black Friday! Estamos na torcida!

Mídia.Crawl Comunicação Integrada

Rua XV de Novembro, 1112 - Sala 2  | INDAIATUBA - SP 

(19) 4042.0897 (whatsapp) | contato@midiacrawl.com

  • Facebook
  • Instagram