Como a LGPD impacta o marketing digital e o que fazer


Foto: freepik

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) entrou em vigor em setembro deste ano. Agora todas as empresas e organizações, públicas ou privadas, têm que fazer a coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de dados pessoais — tanto online quanto offline — de maneira correta.


Como hoje é impossível pensar em marketing digital sem que haja coleta de informações com o preenchimento de formulários ou ações por e-mail, ficam as perguntas: como a LGPD impacta o marketing digital? O que as empresas devem fazer para estar compatíveis com a nova legislação?


É isso que iremos responder neste post.


O que é a LGPD?


A Lei Geral de Proteção de Dados foi aprovada em agosto de 2018 com objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e privacidade dos indivíduos, impondo regras para quem coleta e trata esses registros.


Esse conjunto de regras foi inspirado na lei europeia, a GDPR (General Data Protection Regulation ou Regulamento Geral de Proteção de Dados), o que significa que a normativa já existe há bastante tempo mundo afora — em mais de 120 países.


O Brasil era um dos poucos que ainda não estava alinhado. E, na verdade, ficará um pouco mais. O governo tentou incluir um dispositivo para que a entrada em vigor da LGPD ocorra somente em maio de 2021, mas ele não foi aprovado pelo Congresso Nacional.


A normativa entrou, então, em vigor em setembro, sob pena de multa e advertência às empresas. Mas a aplicação da penalidade foi adiada e está prevista para começar a vigorar apenas em agosto de 2021, quando será nomeado o diretor-presidente da ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados) — o órgão fiscalizador.


Ou seja, a lei está em vigor, mas as punições ainda não. O que não é motivo para as empresas deixarem de se preparar e começarem a colocar em prática o que a normativa prevê. Principalmente no marketing digital.


A LGPD e o marketing digital


Se você ainda não sabe o que a LGPD tem a ver com marketing digital, vamos lhe contar tudo. Isso porque o uso de dados para a segmentação é fundamental nas estratégias, nas análises e nas ações do marketing digital.


Para se ter ideia, aquela landing page pensada para capturar o e-mail de um lead e levá-lo até uma conversão ou aquele formulário que você elencou informações cruciais para pedir ao seu potencial cliente agora precisam ser revistos.


As estratégias precisam se adequar às novas regras da LGPD para que sua empresa não corra sérios riscos. E não estamos falando só em punição propriamente dita — o que já seria motivo suficiente para estar aderente à lei —, mas também na reputação da sua empresa.

Vamos apresentar, então, maneiras de como sua empresa pode se adequar à LGPD.


1) Crie um setor que se responsabilize pela LGPD

As empresas precisarão de um setor — ou um profissional especializado – para cuidar dessas informações e estar atento quanto às adequações à LGPD. É esse setor que irá zelar para que não haja vazamento de dados.


2) Elabore uma política de consentimento

Planeje um material que contemple todas as informações possíveis e seja transparente no contato com seus leads. Com o documento em mãos, fica mais fácil pedir o consentimento deles para o uso de dados.


Esse pedido de consentimento requer criatividade. Então seja sincero e mostre-se confiável ao abrir o jogo e dizer por qual razão precisa dos dados deles. Quanto mais natural a abordagem, maiores são as chances de que a comunicação tenha fluidez e seja eficaz.


3) Reveja todos os seus contatos

Você precisará verificar todos os endereços que já constam em sua base de dados, principalmente para envio de e-mail marketing. Antes de fazer um novo contato, envie a política de consentimento elaborada por sua equipe e faça as adequações necessárias caso não obtenha a permissão de todos — o que possivelmente irá ocorrer.


4) Evite o vazamento de dados

Em hipótese alguma deixe que os dados dos seus leads vazem. Isso pode afetar — e muito! — a reputação da sua marca. Além de gerar punições previstas na LGPD.


Sabemos que o trabalho não será fácil e que agora as estratégias de marketing precisam ser revistas antes de dar os próximos passos. Mas é importante lembrar que a LGPD visa a privacidade de todos os usuários — inclusive a nossa, enquanto pessoas físicas.


Então vamos respeitá-la e ser aderentes. É o melhor a se fazer por nossos clientes e pela nossa marca!

Mídia.Crawl Comunicação Integrada

Rua XV de Novembro, 1112 - Sala 2  | INDAIATUBA - SP 

(19) 4042.0897 (whatsapp) | contato@midiacrawl.com

  • Facebook
  • Instagram