Podcast: por que sua marca deve apostar nessa tendência?


Foto: freepik

Há mais ou menos 13 anos você poderia supor que o Orkut, febre do momento, deixaria de existir, que haveria uma rede social profissional e outra de mensagens no celular e que você poderia escolher qualquer série para assistir com uma internet mega rápida na sua casa?

Parecia improvável, não é mesmo? Até porque prever o futuro realmente é impossível, mas alguns padrões podem sinalizar para o que está por vir. Pensando nisso, você consegue supor quais serão as principais tendências para o mercado digital em 2020 e que, inclusive, podem se estender para os próximos anos?

Em dezembro de 2019, a mLabs, em parceria com a Social Media Week SP, divulgou os resultados da pesquisa “Perspectivas para o Mercado Digital 2020”, que analisou as grandes tendências e apostas dos profissionais de marketing para 2020 com base em respostas de 337 participantes do evento SMWSP 2019.

Para “Tendências” e “Apostas” entraram gigantes que já se consolidaram no mercado: LinkedIn, Instagram e YouTube. Já entre as apostas de canais para 2020, o líder do ranking é o TikTok, com sua capacidade de viralizar, e em segundo lugar vem o Podcast.

O que é podcast


Os podcasts são programas de áudio distribuídos por meio de um feed RSS, que permitem ao usuário ouvir o conteúdo online. Mas, apesar de estar disponibilizado online, uma das suas principais características é poder realizar o download dos episódios para escutá-los até mesmo offline e no aparelho de sua escolha, como computador ou celular. Com isso, os podcasts podem ser ouvidos em casa, no carro, no transporte público fazendo o trajeto para casa.

Deu para perceber, portanto, que os conteúdos apresentados nos podcasts são de fácil propagação – e esse é um dos motivos para que seja tendência.

E por falar em conteúdo, os podcasts consistem em uma série de episódios gravados. Os mais comuns são entrevistas entre convidado e apresentador e gravações em que um apresentador comenta sobre um tema específico.

Por que o podcast está em alta?


Cada vez mais temos conteúdo para consumir e menos tempo para isso. O podcast vem justamente para ajudar a aproveitar o tempo disponível e aumentar a produtividade diária. Como dissemos lá em cima, as pessoas têm buscado praticidade e poder somente dar um play e ouvir um conteúdo enquanto está no trânsito ou lavando a louça é bastante fácil. Se esse conteúdo trouxer informação, melhor ainda.

Uma pesquisa do IBOPE Inteligência revelou que quatro em cada dez internautas brasileiros já ouviram podcasts e mais da metade destas 56 milhões de pessoas fazem isso mensalmente.

Na maioria das vezes, o podcast é consumido no telefone celular (75%), seguido pelo computador (40%) e tablet (8%). O estudo ainda conclui que é uma mídia consumida para “matar o tempo” em paralelo à realização de outras atividades.

Vale a pena fazer podcasts?


A resposta é óbvia: sim! E só o fato dos podcasts estarem na segunda posição do ranking de apostas de canais para 2020 já seria suficiente para justificar a assertiva. Mas há ainda outras vantagens que devem ser consideradas. Fique ligado.

Baixo custo de produção

Para a produção de podcasts não é necessário equipamentos caros nem equipe especializada – diferentemente dos vídeos do Youtube. Como exigem apenas a captação de áudio, não há necessidade de se preocupar com luz, vestuário, maquiagem, cenário e outros detalhes que fazem bastante diferença no vídeo.

Ou seja, é ideal para empresas que não têm uma equipe tão grande – e para as que têm também e não querem ficar de fora da tendência nacional.

Nicho

Se você já conhece um pouco de marketing digital, certamente já sabe que em tempos de excesso de informação, não é possível querer falar com todo mundo. É importante, portanto, conhecer o seu público, ter um nicho específico e saber conversar com ele.

O podcast tem justamente esse papel de criar uma comunicação focada em um determinado público. Sua marca ganha com o marketing condensado em um alvo específico e que te dá retorno.

Fidelização do público

Você já parou para pensar porque o rádio é um dos meios de comunicação mais antigos e, até hoje, ainda têm importância? Porque eles têm a impressão de aproximar o apresentador/locutor do ouvinte. E o podcast surfa na onda dessa premissa.

Quando alguém fala no ouvido das pessoas, gera uma aproximação de impacto. Se for voltado a um nicho específico, as chances de se criar um público fiel são ainda maiores, mais do que em qualquer outra mídia. Isso sem contar no tanto que episódios interligados trazem a sensação de ansiedade e “quero mais” nos ouvintes.

Como os podcasts têm baixa transferência de largura de banda e não consomem tanto como os vídeos, há economia dos dados da operadora de telefonia móvel, mais um motivo que justifica a disseminação desse tipo de entretenimento informativo.

Agora que você certamente já se convenceu de que ignorar os podcasts pode ser um tiro no pé para sua marca, vamos te dar algumas dicas.

- Se você já trabalha com conteúdo de blog, é possível adaptá-lo também para o áudio. - O Spotify e o Youtube são, por enquanto, os aplicativos mais usados para ouvir podcasts. - Os episódios precisam ser curtos e objetivos para que sejam assimilados de forma eficiente. - O tempo máximo sugerido é de 15 minutos, mas há exceções.

Mas a dica mais valiosa é: a qualidade do áudio e o conteúdo devem ser atrativos. Quem ouve podcast busca por aprendizado de coisas novas, aquisição de conhecimento de maneira informal e descontraída, bem como entretenimento em temas como cinema, séries, cultura pop, etc. Portanto, pensar no conteúdo é mais que essencial. E, modéstia à parte, isso nós fazemos muito bem!

Mídia.Crawl Comunicação Integrada

Rua XV de Novembro, 1112 - Sala 2  | INDAIATUBA - SP 

(19) 4042.0897 (whatsapp) | contato@midiacrawl.com

  • Facebook
  • Instagram